Prezado Leitor,

Você já deve ter ouvido falar de um jargão de finanças que diz “você precisa se pagar primeiro para depois pagar o resto”. Avaliamos esta frase para descobrir se ela funciona de verdade em termos práticos?

Inicialmente vamos avaliar qual é o comportamento da população brasileira, quando falamos de gestão de recursos próprios.

Com um olhar mais generalista, a maior parte da população economicamente ativa, está acostumada a trabalhar todos os dias à espera do holerites (contracheque) e do depósito no fim do mês. Quando este aparece disponível na conta corrente os compromissos assumidos consomem todos os seus recursos, sejam pagando as despesas fixas, sejam pagando o consumo feito via cartão de crédito e/ou débito, ou quitando financiamentos e afins…

Esta rotina se repete todos os meses, salário entrando contra as compras e gastos saindo, a repetição deste movimento tende a criar um hábito nas pessoas tornando-as prisioneiras de um ciclo interminável, elas simplesmente começam a agir no piloto automático. Este fenômeno é conhecido como “A corrida dos ratos”. Analogia aos camundongos preso em gaiolas e girado em uma roda e não indo a lugar algum.

Acontece que este fenômeno é duradouro e faz com que a vida vá passando sem que as pessoas se deem conta de que elas precisam construir uma tranquilidade financeira que servirá de amparo nos momentos difícies.

Quem estiver lendo estas linhas, deve fazer uma reflexão e uma pergunta, “Eu estou na corrida dos ratos?” Se a resposta for sim, vamos te ajudar a se livrar desta armadilha e construir algo de valioso para sua vida.

O primeiro passo a ser dado para sair da corrida está na forma de como você enxerga sua jornada de trabalho. Pense nela de forma fragmentada, ou seja, quebrando a quantidades de horas trabalhadas no dia, e dando um destino a cada uma destas horas. De forma mais didática, é como se você dissesse a si mesmo, trabalho 8 horas por dia, e deste dia, destinarei 2 horas para pagar minhas despesas fixas, 3 horas para meu cartão de crédito e por ai vai….

Pense em um dia com 8 horas trabalhadas para facilitar, pegue a sua primeira hora de trabalho e dedique a construção do seu futuro, ou seja, todos os dias quando você chegar para trabalhar pense que esta primeira hora é destinada para construção da sua tranquilidade financeira e do seu futuro. Com este pensamento na cabeça, tudo terá mais significado, gerando uma sensação de construção importante para sua vida e promovendo o seu despertar para a saída da corrida dos ratos.

Avalie seu modelo de remuneração e faça suas contas de quanto a hora diária separada vai representar de economia mensal, aplique este valor em um investimento seguro e de bom retorno e deixe o bolo crescer. Estabeleça esta disciplina e em pouco tempo você sentirá a transformação.

Este novo modelo de pensamento, produz um efeito colateral importante, você começará a sentir um aumento do seu nível de energia e vitalidade, acordar as segundas-feiras pela manhã para trabalhar não será nenhum sacrifício, pelo contrário seu desejo de ir trabalhar vai aumentar, afinal todo início de semana será o início de um ciclo de construção e a cada dia os tijolos das suas economias vão sendo colocado uns sobre os outros, gradualmente e constantemente.

Você construirá os muros que te protegerão das incertezas financeiras do futuro, seu padrão e estilo de vida serão inabaláveis, algumas outras blindagens podem vir a reboque, uma vez sua condição financeira estiver posta, as incertezas do mercado de trabalho não serão fonte de medo e stress para você.

Olhando por outro ângulo, a cada dia dentro do novo modelo é um dia de tranquilidade que você constrói, quanto mais dias passarem mais tranquilidade você vai adquirindo, até chegar ao ponto de que esta sensação será plena. Em outras palavras, você chegará no nível da independência financeira.

Olhando pelo lado oposto, caso você venha a perder suas atribuições laborais em função de qualquer natureza, após algum tempo, e antes de ter atingido o patamar da independência, sua situação será bem mais confortável para iniciar um processo de reestruturação e/ou se reinvenção profissional. Partindo do ponto inicial de que estávamos falando de alguém que vivia de contracheque em contracheque terá sido um avanço extraordinário.

Logo, este modelo só tem ganhos e nenhuma perda. O melhor investimento que você pode fazer por você e criar esta mentalidade e se pagar a primeira hora.

Voltando a pergunta original, o modelo funciona? Respondemos que funciona e muito bem, basta estabelecer o momento de entrada e seguir em frente.

Sua tranquilidade está te esperando de braços abertos !!!!

Boas escolhas.

0 comentário em “Uma hora por dia e fique rico

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: